Educação Financeira para todos

20AGOSTO2018 – Há muitas opções de investimentos e você deve conhecer cada uma delas, para escolher a que mais se adapte aos seus objetivos de curto, médio ou longo prazo. Reunir várias modalidades de aplicação permite a você diversificar, o que aumenta as chances de conseguir bons resultados em forma de rentabilidade, equilibrando o risco.

Fundos imobiliários: o que são e como investir

Como investir em imóveis?
No caso dos fundos imobiliários (FIIs), eles são conhecidos como opção para investir em imóveis, sem muito dinheiro ou sem a necessidade de comprar um imóvel! Funcionam assim: o investidor adquire cotas de fundos que detêm grandes empreendimentos imobiliários, por valores mais acessíveis, tais como de shopping centers e de edifícios comerciais de grande porte.

Um dos principais atrativos desse tipo de fundo é que, além do rendimento, calculado pelos aluguéis distribuídos, o investidor também ganha com a valorização da cota do imóvel, que é negociada em bolsa. Sem contar que existem várias vantagens tributárias para o investidor pessoa física, como a isenção do imposto de renda em alguns casos.

Veja também: Dicas de investimento

Como funcionam os fundos imobiliários (FIIs)?
Cabe ao administrador (uma instituição financeira específica) constituir o fundo e captar recursos, junto aos investidores, através da venda de cotas.

Os recursos captados na venda das cotas podem ser utilizados para a compra de imóveis rurais ou urbanos, construídos ou em construção, para fins comerciais ou residenciais, bem como para aquisição de títulos e valores mobiliários ligados ao setor imobiliário, tais como cotas de outros fundos imobiliários, LCI (Letra de Crédito Imobiliário), CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), ações de companhias do setor imobiliário etc.

Todo fundo imobiliário possui um regulamento que, entre outras regras, determina a política de investimento do fundo. A política pode ser específica e estabelecer, por exemplo, que o FII invista apenas em imóveis prontos destinados ao aluguel de salas comerciais, ou ser genérica e permitir ao fundo adquirir imóveis prontos em geral ou em construção, os quais poderão ser alugados ou vendidos.

Com a aquisição dos imóveis, o fundo obterá renda com sua locação, venda ou arrendamento. Caso aplique em títulos e valores mobiliários, a renda virá dos rendimentos distribuídos por esses ativos ou ainda pela diferença entre o seu preço de compra e de venda (ganho de capital). Os rendimentos do FII são distribuídos periodicamente aos seus cotistas.

Fonte:

B3 – BM&FBovespa
http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/listados-a-vista-e-derivativos/renda-variavel/fundos-de-investimento-imobiliario-fii.htm

Links relacionados:

Hora de investir?
http://financaspraticas.com.br/investir/como-investir-meu-dinheiro/hora-de-investir

Seu objetivo
http://financaspraticas.com.br/investir/como-investir-meu-dinheiro/hora-de-investir/seu-objetivo

Fundos imobiliários: o que são e como investir

Compartilhar