Educação Financeira para todos

10 de março de 2017

Qual o efeito dos juros no meu planejamento financeiro?

Quando recebemos a notícia que a taxa básica de juro, a Selic, sofreu aumento ou corte, uma das dúvidas que costumam surgir é: qual o impacto no bolso? Afinal, em que essa informação pode afetar o meu planejamento financeiro e meu objetivo de poupar dinheiro?

A taxa básica de juro da Economia
A famosa taxa Selic, divulgada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), baliza os custos dos empréstimos a serem tomados por empresários e consumidores junto aos bancos. Para os investidores, a Selic tem impacto nas aplicações financeiras de Renda Fixa. 

Entre as operações de crédito mais comuns estão o cheque especial, empréstimo pessoal, financiamento de veículos, aquisição de imóveis, cartão de crédito etc.

Saiba como a Selic afeta o seu planejamento financeiro, na hora de consumir e de poupar dinheiro

Variação dos juros e o impacto no orçamento
Para o consumidor, juros mais baixos elevam a capacidade de consumo, pois fica mais fácil tomar empréstimos, comprar a prazo e negociar dívidas. Para as empresas, ter acesso a linhas de crédito mais baratas significa poder aumentar seus investimentos em capacidade produtiva, gerando, inclusive, mais empregos e proporcionando um cenário econômico mais aquecido.

No entanto, se há mais consumo, há também o crescimento da inflação. Isso porque diante de uma maior demanda, ou seja, mais acesso a produtos e serviços, os preços tendem a subir.

Dessa forma, ajustes na taxa de juros também ajudam a controlar um cenário de alta nos preços. O crédito mais caro desestimula o consumo das famílias, incorrendo na redução da demanda e consequente queda nos preços. Nas empresas, os investimentos em produção também recuam, os custos dos produtos tendem a subir e acabam sendo repassados (pelo menos em parte) ao consumidor, que prefere segurar os gastos.

Aplicações financeiras
E se, por um lado, os juros elevados prejudicam as vendas e as empresas (colocando postos de trabalho em risco), por outro é um cenário positivo para quem tem aplicações financeiras em fundos de Renda Fixa atrelados à Selic. Neste caso, quanto maior for a taxa básica, maior tende a ser a rentabilidade do investimento.

Compartilhar


Compartilhar