Educação Financeira para todos

03 de março de 2017

Quais os principais indicadores e o que eles dizem sobre a economia?

Diariamente vemos nos noticiários diversos indicadores econômicos que afetam diretamente o nosso cotidiano. Faz parte da Educação Financeira procurar entendê-los.

PIB (Produto Interno Bruto)
O PIB tem como objetivo mensurar a atividade econômica de uma região, pois representa a soma de toda a riqueza (produção de bens e serviços) gerada por um país. No Brasil, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é o responsável pelo cálculo trimestral do indicador.

Balança Comercial
A Balança Comercial representa o saldo entre o total de exportações e importações de bens e serviços realizadas por um país em um determinado período. Saldo positivo (superávit da balança) significa bom cenário econômico para o País.

Taxa Selic
É a taxa básica de juro da economia. Divulgada periodicamente pelo Banco Central, é utilizada como referência para balizar as demais taxas de juros praticadas pelo mercado (cheque especial, empréstimo, cartão etc.) e como mecanismo de controle das metas de inflação.

Procure entender os principais indicadores econômicos e saiba mais sobre educação financeira

Índices de preços
Os índices de preços, ou indicadores de inflação, comparam o preço médio de produtos e serviços adquiridos por consumidores em diversos grupos e setores da economia.

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), calculado mensalmente pelo IBGE, avalia o impacto da variação dos preços no consumo das famílias brasileiras de até 40 salários mínimos.

Já o IPC (Índice de Preços ao Consumidor), da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), é o indicador que mede a variação de preços na cidade de São Paulo, considerando famílias com até 20 salários mínimos.

Calculado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), em conjunto com a Caixa Econômica Federal, o INCC (Índice Nacional de Custo de Construção) mede o custo de construções habitacionais em diversos municípios brasileiros. 

Finalmente, o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), usado para a correção de contratos de energia, locação de imóveis e alguns títulos do Tesouro Nacional, é também calculado pela FGV e traz a média de índices de preços como o IPA (Índice de Preços por Atacado) e os já mencionados IPC e INCC.

Compartilhar


Compartilhar