Educação Financeira para todos

03 de fevereiro de 2017

Fim de férias: como organizar as contas?

Passadas as férias e voltando à rotina, é natural sentir o impacto de tantos gastos no orçamento, a menos, claro, que tenha se preparado para eles.

Para reorganizar a vida financeira, depois de tantos abusos, o caminho é agir como em uma dieta alimentar: após as tentações de fim de ano, você vai para a balança, avalia o resultado e estabelece sua meta.

Para ter uma visão concreta quanto à situação financeira, é hora de colocar todas as informações em uma balança diferente: a planilha de orçamento, que é a forma mais eficiente de compreender a sua realidade financeira.

Para isso, você precisa alimentá-la com informações completas, detalhadas, que possam apontar eventuais problemas logo no início.

Relacione, de um lado, suas receitas líquidas: aquele dinheiro que entra na sua conta todo mês. De outro, liste todos os seus gastos: comece com as despesas que você precisa pagar todo mês, tais como condomínio, aluguel ou financiamento do imóvel, parcela do carro, seguro, contas de água, telefone, luz, gás etc. Depois, passe para as despesas com supermercado, plano de saúde, alimentação e transporte.

Inclua os gastos com vestuário, lazer, cuidados pessoais. Relacione tudo o que lembrar. As faturas do cartão de crédito são um excelente recurso para avaliar quanto você está gastando mensalmente, e com quê.

Veja como reorganizar seu orçamento depois das férias

Hora do resultado. Mexa-se!
Caso suas despesas estejam superando as receitas todo mês, atenção: reveja seus gastos, diminua ou mesmo corte alguns custos mensais, para que a conta possa fechar. Se o jogo receitas x despesas estiver empatado, cuidado! Você deve fazer essa mesma análise e tomar uma atitude, de forma a fechar o mês sempre com uma reserva.

O mais importante é estar atento, ciente de sua realidade financeira, vivendo de acordo com ela. As suas despesas devem se ajustar ao que você ganha, nunca o contrário.

Não adie suas decisões: se o cenário lhe parecer alarmante, já defina sua estratégia, não espere a situação piorar.

Faça do controle financeiro um hábito para toda a vida: atualizando sua planilha mensalmente e monitorando-a com frequência, você vai ter resultados surpreendentes. Experimente!

Compartilhar


Compartilhar