Educação Financeira para todos

Faz parte de um bom planejamento financeiro compreender melhor como funcionam os diferentes serviços bancários à disposição, para saber quando utilizá-los e quais as condições envolvidas.

Transferências e depósitos

Para transferir recursos de um banco para outro, você pode optar pelas TEDs (Transferências Eletrônicas Disponíveis), pelos DOCs (Documento de Ordem de Crédito) e até mesmo pelos cheques. Cada uma dessas alternativas tem suas particularidades.

TED ou DOC?
A TED serve, por exemplo, a quem deseja realizar operações com valores mais elevados, já que não apresenta um limite máximo.  É um meio mais rápido para transferir dinheiro: como não há necessidade de a operação passar pelo sistema de compensação dos bancos, o dinheiro fica disponível no mesmo dia, desde que o emitente tenha saldo na conta.

A partir do dia 15 de janeiro de 2016, foi retirado o limite mínimo de R$ 250 para emissão de TED.  Agora, essa transferência pode ser feita com qualquer valor.

Já o DOC (Documento de Ordem de Crédito) é indicado para quem quer realizar transferências bancárias de valores mais baixos, com limite máximo de R$ 4.999,99. Diferente da TED, o dinheiro é liberado apenas no dia útil seguinte ao do processamento da operação, já que passa pelo sistema de compensação (primeiro pelo banco da pessoa que realizou a transferência, para depois chegar ao banco de quem vai receber o dinheiro).

Há cobrança de tarifa, tanto para TED quanto DOC.

Além dos meios eletrônicos, o cliente pode usar o cheque para transferir dinheiro para outros bancos. Não há limite de valor nem cobrança de tarifa para esta operação, mas a liberação do dinheiro pode ser ainda mais demorada.

Essa opção também envolve mais riscos, já que, se o emitente da folha não tiver saldo em conta ou se houver alguma rasura ou problema com a assinatura, o cheque volta, postergando ainda mais a transferência do valor.

Os meios aqui citados se referem às transferências entre diferentes bancos. Para transferir dinheiro de uma conta para outra, mesmo que para CPFs diferentes, mas em uma mesma instituição, normalmente não há taxas e o dinheiro entra na conta no mesmo dia. Vale ficar atento, apenas, aos limites diários, principalmente para transações feitas pela internet e telefone.

Transferências e depósitos

Compartilhar