Educação Financeira para todos

No mês dos namorados, o dia 12 de Junho espalha romantismo e é natural a vontade de demonstrar afeto, surpreender, presentear a pessoa amada. Mas lembre-se: é possível manifestar sentimentos de diversas formas, sem comprometer as finanças do casal.

Mês dos namorados: como organizar a vida financeira de um casal?

Dependendo do estágio do namoro, este pode ser um bom momento para selar compromissos e iniciar um planejamento financeiro em casal. Que tal estabelecer metas e começar a compartilhar sonhos para construir a vida a dois?

Planejamento financeiro para casal: hora de estabelecer objetivos
Vocês podem começar a definir estratégias para a realização de muitos objetivos financeiros, como viajar, comprar ingressos para a tão aguardada banda internacional prevista para daqui a alguns meses ou morar juntos, daqui a uns anos. Essa visão de longo prazo fortalece a relação.

Estabelecido o objetivo, vocês podem começar a poupar dinheiro juntos, abrindo mão de pequenos gastos. Cada um pode cuidar do seu orçamento e seguir normalmente com a vida financeira pessoal (mantendo assim independência e individualidade), mas podem iniciar, por exemplo, um fundo de reserva do casal.

Educação financeira para casal
Pensem nisso! Esta é uma excelente oportunidade para ambos aprenderem, juntos, a importância da Educação Financeira: vocês abrem mão de algo hoje, para realizar sonhos no futuro. Assim nasce uma grande parceria, que pode ser longa e muito bem-sucedida.

Qual o seu perfil financeiro e o do seu par?
É importante que o casal se conheça em diferentes aspectos e situações. O lado financeiro, entre outros, é bem importante para a construção de uma vida de casal. Algumas perguntas podem ajudar nesse autoconhecimento:

  1. Ambos estão com o orçamento em dia?
  2. São organizados financeiramente? Costumam controlar as despesas e poupar dinheiro?
  3. Ambos trabalham e investem na carreira profissional?
  4. Quais as perspectivas profissionais e plano de carreira cada um?
  5. Qual o perfil de vocês: consumidor consciente ou compulsivo?
  6. Qual o nível de educação financeira de ambos?
  7. Em relação aos investimentos, como vocês encaram o risco?
  8. Conhecem as diferentes modalidades disponíveis no mercado?

Mês dos namorados: como organizar a vida financeira de um casal?

Compartilhar