Educação Financeira para todos

A melhor maneira de ensinar seu filho a poupar é mostrando a ele bons motivos para isso. Torna-se complicado, para uma criança ou adolescente, entender o conceito de cortar gastos, sem uma finalidade. Certamente se sentirá prejudicado, impedido de fazer o que gosta, e por nada!

Ensinando a poupar

Planejadores financeiros e educadores afirmam que quando a criança aprende, desde cedo, a lidar com o dinheiro, a reconhecer a importância dele e a valorizar suas conquistas neste sentido, ela se torna um adulto financeiramente responsável.

Além disso, priorizar a educação financeira dos filhos ajuda a manter o planejamento financeiro da família, que precisa da colaboração de todos para ter sucesso.

Alguns conceitos importantes:

  • Mesada- simboliza o momento que o jovem passa a ser responsável pelo seu próprio dinheiro e aprende como guardar dinheiro.
  • Sustentabilidade- em épocas de consumo exagerado, é necessário transmitir aos filhos conceitos de sustentabilidade e de consumo responsável, para garantir um futuro melhor para eles e para o planeta. Além de compreender o impacto das suas decisões de consumo ao meio ambiente, seu filho irá combater as compras por impulso, avaliando melhor cada desejo de adquirir algo.
  • Colaboração- ao aprender a lidar com o dinheiro, as crianças podem ajudar no orçamento doméstico, sabendo quanto custa cada item, verificando se podem comprar algum similar ou até mesmo pesquisando produtos mais em conta.
  • Investimentos- uma criança com boa base de educação financeira pode aprender mais cedo a investir e, assim, garantir um futuro melhor. 

Lições a transmitir ao seu filho

  • saber para onde vai o seu dinheiro;
  • avaliar o que vai comprar, entendendo a diferença entre querer e precisar;
  • verificar formas de economizar, tais como comer menos fora de casa, levar lista de compras ao supermercado e comparar preços;
  • evitar os gastos por impulso;
  • compreender os benefícios de economizar.
Ensinando a poupar

Compartilhar