Educação Financeira para todos

Um dos maiores desafios do planejamento financeiro é cumprir com as obrigações e viver o momento presente, realizar sonhos no curto prazo e, ainda, poupar para a aposentadoria.

10 passos para o seu planejamento

Ainda que seja importante estabelecer uma estratégia de investimento desde o início da sua vida profissional, essa não é uma tarefa fácil para quem está começando.

Porém, à medida que você se aproxima dos 40, é importante que já tenha estabelecido o hábito de poupar regularmente. Seu objetivo nesta fase deve ser o de acumular o máximo possível. Ou, em outras palavras: maximizar o retorno do seu patrimônio.

Confira 10 passos que você deve levar em consideração na hora de elaborar o seu planejamento:

  1. Defina o seu objetivo

A primeira etapa de qualquer planejamento financeiro é definir aonde você quer chegar. No caso da sua aposentadoria, não poderia ser diferente: sem um objetivo em mente, você não tem como traçar um plano de execução. 

  1. Estabeleça o seu prazo

Essa é uma variável importante para o planejamento da sua aposentadoria, que não pode ser esquecida. 

  1. Seja disciplinado e persista

Definido o seu objetivo e prazo para realizá-lo, siga seu planejamento com disciplina e persistência, mesmo diante das dificuldades. Quanto maior o prazo para acumular recursos, melhor o resultado final.

  1. Defina com quais receitas poderá contar

Contar apenas com a Previdência Social para se sustentar na aposentadoria é uma estratégia extremamente arriscada. Em geral, recomenda-se assumir que a Previdência irá responder por, no máximo, 20% da sua renda na aposentadoria.

Você contribui para um plano de previdência corporativo ou para um plano individual? Além dos investimentos em previdência complementar, consegue identificar outras fontes de renda?

  1. Estime quanto precisará juntar

Sonhar com uma aposentadoria tranquila é uma coisa, pensar no quanto ela irá lhe custar é outra bem diferente. Comece estimando o padrão de gastos que terá ao se aposentar. Ainda que algumas despesas devam diminuir (como os gastos com filhos), outras devem subir, como os gastos com saúde.

Na hora de fazer as contas do quanto precisará juntar, seja conservador. Você provavelmente irá viver mais do que imagina: projete sua necessidade de renda assumindo que irá viver ao menos até os 90 anos.

  1. Comece o quanto antes

Quanto mais cedo começar, maior será o período de acumulação, exigindo menos esforço e garantindo melhores resultados. Para quem tem dificuldade em estabelecer uma estratégia de poupança, o ideal é pensar em alguma forma de investimento automático.

Uma boa opção são os planos de previdência, sobretudo os corporativos, pois trabalham com o conceito de contribuições mensais. Além disso, o investidor se beneficia de alíquotas decrescentes quanto maior o prazo de investimento.

  1. Seja regular

De nada adianta depositar todo o dinheiro recebido do seu décimo terceiro salário, por exemplo, e depois não pensar mais no assunto. Pior ainda: por conta de um mês onde as despesas aumentaram, acabar sacando parte do dinheiro investido.

Poupe pouco, mas com frequência. E não mexa neste dinheiro!

  1. Respeite as etapas da vida

Sabendo identificar e respeitar essas fases da vida, você consegue guardar mais dinheiro nos momentos de maior receita (por conta de renda extra, como restituição do IR, férias, décimo terceiro, bonificações, comissões etc.), poupando menos nos momentos de aperto.

Lembre-se: se você poupa, mas está pagando juros por conta de dívidas, é mais vantajoso regularizá-las primeiro para investir depois.

  1. Coloque seu plano em ação

Com todas essas informações em mãos, é hora de agir! Se você chegou à conclusão de que não consegue poupar o necessário antes de se aposentar, reveja seus planos. Provavelmente terá que se aposentar um pouco mais tarde.

E, como poupar nada mais é do que decidir adiar uma decisão de consumo, você deverá refletir se vale a pena manter o seu estilo de vida hoje, em detrimento do seu padrão na aposentadoria, ou se deve cortar gastos hoje, para poder se aposentar na data planejada.

  1. Reveja periodicamente sua estratégia

De tempos em tempos, avalie o seu planejamento. Você está alcançando suas metas? Será que é preciso revê-las? Em caso de aumento de salário, por exemplo, vale a pena aproveitar o momento e poupar mais.

Viva bem o seu presente. Planeje seu futuro.

10 passos para o seu planejamento

Compartilhar