Educação Financeira para todos
Siga o Finanças Práticas
FacebookTwitterYouTube
Casamento: hora de planejar!

Casamento:
hora de planejar!

O planejamento financeiro ajuda a realizar muitos sonhos. Para o casamento, não poderia ser diferente: há muitos itens a listar, decisões a tomar, compras a fazer e serviços a contratar. Confira as dicas:

promo

Assista ao Fórum de Educação Financeira 2015
Evento que reuniu especialistas de alfabetização financeira internacional, que abordaram potenciais soluções para melhorar a educação financeira globalmente para os millennials, usando tecnologia móvel.
Assista ao webcast

Contrato

Contrato de aluguel: analise tudo com cautela

Quando você aluga um imóvel, é recomendável celebrar um contrato que estabeleça as condições da locação e as responsabilidades tanto para o proprietário quanto para o locatário.

O contrato estipula o preço mensal do aluguel e como este será reajustado, a data de vencimento do pagamento, o prazo da locação e o que acontece se uma das partes descumprir qualquer uma das cláusulas. Além disso, o documento pode estabelecer qual das partes paga as melhorias no imóvel, responsabilidades condominiais e despesas (tributos, água, luz etc.), se animais de estimação podem ser criados e outras restrições e requisitos quaisquer que o proprietário ou imobiliária responsável pela locação do imóvel queira incluir.

Leia cuidadosamente seu contrato de aluguel antes de assiná-lo. É importante também que você guarde uma cópia do contrato, porque pode ser útil se você tiver qualquer dúvida sobre o que tem direito ou não de fazer.

Deveres do proprietário (locador):

  • entregar o imóvel em boas condições de uso. Caso o inquilino perceba qualquer problema após a locação, deve comunicar o proprietário e solicitar o conserto, por escrito;
  • fornecer os recibos de pagamento do aluguel;
  • pagar os impostos (IPTU), taxas e prêmios de seguro complementar contra icêndio. Porém, se no contrato constar que essa obrigação é do inquilino, terá que cumprir o que foi estabelecido;
  • no caso de condomínio, cabe ao proprietário pagar as despesas extraordinárias como fundo de reserva ou qualquer outra despesa referente às benfeitorias de áreas comuns (pintura de fachada, troca de cabo de elevador etc.).

Quebra do contrato de aluguel
Geralmente é estipulada uma multa a ser paga pelo inquilino que rescindir o contrato antes do prazo previsto para o término do mesmo. O valor da penalidade varia de acordo com o prazo que ainda falta para acabar o contrato: quanto mais tempo faltar, mais alta será a multa a pagar.

Antes de optar pela rescisão de um contrato, verifique primeiro se você tem condições de lidar com os encargos financeiros previstos.