Educação Financeira para todos

(18 SETEMBRO 2017) – Ao comprar títulos públicos, naturalmente o investidor passa a acompanhar a rentabilidade dos papéis mais de perto. No entanto, este comportamento pode levá-lo a tomar decisões precipitadas. O ideal é respeitar o vencimento do título para resgate, sempre olhando o longo prazo.

Ao investir no Tesouro Direto, é preciso ficar de olho no vencimento do título público

Como funciona a compra de títulos públicos?
Se o investidor comprou um título do tesouro a um determinado valor e, meses depois, o mesmo apresentou queda, em razão de uma forte desvalorização no mercado, pode existir a impressão de que não vale mais a pena continuar investindo.

É importante ter claro que, respeitando o prazo de vencimento dos títulos do tesouro direto, será honrada a rentabilidade contratada.

O contrário também pode acontecer, isto é, os papéis sofrerem forte valorização no curto prazo e o investidor se sentir tentado a vender os títulos públicos antes do vencimento, por um preço maior do que ele pagou, garantindo uma lucratividade antes do prazo previsto.

Quando vender os títulos públicos?
Só é recomendado vender os títulos públicos na alta, antes do prazo, se o investidor tiver como objetivo a realização de uma meta ou se estiver certo de que migrará para outra modalidade de investimento mais vantajosa, com potencial de rentabilidade maior.

Investidor deve se questionar sobre prazo dos títulos públicos
O fato de essa modalidade de investimento oferecer liquidez diária, com possibilidade de venda do título público a qualquer momento, requer do investidor maior foco nas escolhas para evitar resgates antecipados ao menor sinal de necessidade financeira.

Por isso é tão importante que o mesmo questione se o prazo escolhido está alinhado aos seus planos futuros. Se acreditar que será preciso utilizar o dinheiro antes, então deve considerar a compra de títulos do tesouro com prazo de vencimento mais curto, por exemplo.

A data de vencimento do título público é quando o Tesouro Nacional quita suas obrigações financeiras com os investidores que não realizaram resgate antecipado.

Para mais informações, acesse:
http://www.tesouro.fazenda.gov.br/ 

Visite nossa seção de Investimentos e aprenda mais sobre o assunto:
http://financaspraticas.com.br/investir/como-investir-meu-dinheiro

Ao investir no Tesouro Direto, é preciso ficar de olho no vencimento do título público

Compartilhar