Educação Financeira para todos

(11 SETEMBRO 2017) – A decisão de mudar para um novo emprego é sempre motivo de muita reflexão, já que, à medida que se avança na carreira, a tendência é o salário pesar menos no momento da escolha e surgirem outras considerações também relevantes.

Mudar de emprego: que avaliar além do salário?

Desafio, crescimento e aprendizado profissional
O que você espera de um novo cargo? Estabilidade, projeção na carreira, um posto executivo ou experiência internacional? Tudo deve ser bem investigado e estar alinhado com as suas aspirações pessoais e profissionais.

Explore as oportunidades de carreira, aprendizado e nível dos desafios propostos pela nova empresa. Fazer mais do mesmo ou descobrir que terá pouca autonomia no dia a dia pode levar à frustração em pouco tempo.

Qualidade de vida
Avaliar o tempo de deslocamento de casa para um novo trabalho é crucial não apenas por maior qualidade de vida, mas também pelo aspecto financeiro.

Antes de mudar de emprego, faça as contas sobre os gastos com combustível, pedágio, estacionamento e manutenção do carro e os compare com o ganho maior que teria com a mudança de emprego. Assim, você vai conseguir saber o real aumento de salário.

Outro aspecto é o horário de trabalho. Será possível se dedicar a outras atividades, por conta da distância do novo trabalho e, consequentemente, do menor tempo disponível?

Pacote de benefícios trabalhistas
A oferta de aumento de salário pode não ser a esperada no novo emprego, mas o pacote de benefícios oferecido por grandes empresas costuma ser bastante atrativo e ajuda a aliviar as despesas familiares mais pesadas.

Assistência médica para toda a família, planos de previdência privada, programa de compra de ações, auxílio-creche, incentivo para educação, tudo deve entrar na conta na hora de mudar de emprego.

Relacionamento e clima organizacional
É comum passar mais tempo no trabalho do que com a própria família. Isso explica por que as relações interpessoais devem ter um peso importante na mudança de emprego. Afinal, as trocas virão das interações que estabelecer com seus novos colegas.

Busque informações sobre o clima na empresa, na área que irá atuar e o nível de preparo da liderança. É importante ter boas referências como fonte de inspiração.

Reputação da empresa
Estude bem o segmento que deseja atuar, para não correr o risco de sofrer com crises no setor. Busque informações sobre o atual momento da companhia, taxas de crescimento e referências da empresa no mercado.

Converse com profissionais que já atuaram na organização e escute mais sobre os bastidores. Lembre-se que a empresa tem o papel de selecionar os melhores candidatos, mas cabe a você também escolher o melhor lugar para trabalhar.

Propósito: ser feliz no trabalho fazendo o que você ama
O seu propósito individual está alinhado com o propósito da nova empresa? Pense a respeito.

Para encontrar motivação naquilo que você faz, mais do que salário, serão os seus princípios e crenças que precisarão fazer sentindo na hora de escolher mudar de emprego ou até mesmo mudar de profissão.

Mudar de emprego: que avaliar além do salário?

Compartilhar