Educação Financeira para todos

Como empresário, o pagamento de férias e 13º salário exige boa reserva financeira, para que essas despesas não abalem o caixa da empresa.

Planeje suas férias

Por outro lado, sabe-se que uma das “desvantagens” de ser um empreendedor é justamente não ter direito a esses benefícios. Sendo assim, que tal se programar para garantir esse dinheiro extra no fim do ano?

Se você faz uma provisão mensal na sua empresa, vai ficar fácil fazer o mesmo na sua conta pessoal, organizando seu orçamento, porque já tem a teoria e a prática. Caso não possua esse hábito nos negócios e deixe sempre para pensar nisso quando chega o momento de efetuar os pagamentos, este pode ser um bom momento para rever sua estratégia!

Como começar?
O recomendado é começar logo em janeiro. Mas, se alguns meses já se passaram, isso não é motivo para deixar para o ano que vem! Comece o quanto antes, crie o hábito e poupe o que for possível desde já.

Para a sua provisão, o ideal é separar mensalmente, desde o início do ano, pelo menos 1/12 do valor das férias (mais um terço) e 1/12 do décimo terceiro salário. Se você começar mais tarde, procure compensar, com um esforço maior de poupança.

Na ponta do lápis
Veja um exemplo: suponha que você queira ganhar, como bonificação de final de ano, R$ 10.000. Divida este valor por 12 e, mês a mês, poupe esta quantia (pouco mais de R$ 830 ao mês). Experimente!Passada esta meta e criada esta disciplina, faça o mesmo com suas férias. Planeje-se!

Planeje suas férias

Compartilhar