Educação Financeira para todos

Um dos principais desafios do empreendedor é desenvolver a capacidade de desempenhar, sozinho, várias tarefas, principalmente no início do seu novo negócio. Organização do local de trabalho, contatos comerciais, relacionamento com cliente, compra de material, contas a pagar e receber, elaboração de propostas e prestação dos serviços oferecidos são apenas algumas das múltiplas funções.

Saúde financeira: atenção às suas contas

Pensando nisso, parece bem prática a ideia de juntar, em um único orçamento, suas contas pessoais com as da empresa, certo? Errado! Embora tentadora, essa prática pode prejudicar bastante seu bolso.

Quando você mistura tudo numa planilha só, fica mais difícil compreender o fluxo de caixa da sua empresa: quanto está entrando de dinheiro e quanto está saindo. Principalmente no início, é fundamental que você possa identificar quais são as despesas do seu novo negócio, para que avalie periodicamente a saúde financeira do empreendimento.

Isso lhe ajuda ainda a formar melhor o preço dos seus produtos ou serviços, pois terá em mente seus custos e quanto pretende obter de lucro.

Tome alguns cuidados: 

  • elabore duas listas de contas a pagar: uma para você e outra para sua empresa; 
  • evite pagar contas pessoais com meios de pagamento da empresa. Essa diferenciação também é importante para efeitos fiscais, na hora da declaração do Imposto de Renda, já que fica bem mais fácil separar os rendimentos da pessoa física e da jurídica;
  • da mesma forma, nada de pagar conta da empresa com seu dinheiro; 
  • mantenha contas bancárias diferentes: para você (pessoa física) e para sua empresa (PJ). Assim, o dinheiro recebido dos clientes entra na conta PJ e fica mais fácil controlá-lo. Na conta PJ, você pode usar cheques ou mesmo o cartão corporativo.
  • faça compras separadas – itens para a casa e para a empresa devem constar em listas e cestas distintas, para facilitar a identificação e diferenciação dos gastos.
  • carteiras diferentes – na hora de investir, a principal dica é manter uma carteira para a empresa e outra para as suas aplicações pessoais. Além de objetivos diferentes, existem, no mercado, produtos específicos para cada um dos casos. Avalie, pesquise e invista de acordo com as suas necessidades pessoais e profissionais.
Saúde financeira: atenção às suas contas

Compartilhar