Educação Financeira para todos

Na intenção de reter talentos e de oferecer aos seus funcionários um diferencial frente ao mercado, muitas empresas recorrem aos benefícios, que acabam compondo a remuneração indireta dos profissionais.

Benefícios

No entanto, acostumadas aos benefícios que recebem, muitas pessoas nem se dão conta do impacto positivo no orçamento. Você já parou pra pensar nisso? Esta mesma pergunta vale para quem está em busca de uma colocação: além de todos os prós e contras que você deve considerar, verifique com atenção o que a empresa contratante lhe oferece, além do salário, e faça suas contas!

Entre os benefícios comuns, estão o vale-refeição, a assistência médica e odontológica, o convênio com farmácias, cesta básica e etc. Entre os diferenciados, estão a previdência privada, estacionamento, incentivos à educação, auxílio-creche, auxílio-moradia, clube recreativo, acesso a linhas de crédito etc. Dependendo do cargo ocupado e da empresa, oferece-se carro, motorista, segurança, ajuda de custo na educação dos dependentes, entre outros.

Na prática!
Sendo assim, experimente colocar tudo na ponta do lápis e ver, na prática, quanto a empresa lhe remunera, incluindo todos os benefícios. Veja um exemplo: 

Imagine um funcionário com salário líquido de R$ 5 mil. Recebe a proposta de mudar de emprego, por um salário de R$ 6 mil, sem benefícios, apenas vale-transporte e vale-refeição. No emprego atual, tem convênio médico para ele, esposa e filhos, ajuda de custo em sua pós-graduação, estacionamento na empresa e plano de previdência. A mudança vale mesmo a pena, observando-se neste caso o aspecto financeiro?

  • Convênio médico (incluindo esposa e dois filhos) = R$ 1.500
  • Ajuda de custo pós-graduação = R$ 450
  • Custo de um estacionamento para mensalista = R$ 550
  • Plano de Previdência = para cada contribuição feita, a empresa coloca o dobro. 

Neste caso, os benefícios recebidos têm um impacto direto no orçamento mensal de, pelo menos, R$ 2.500.

Alçando voo sozinho?
Se você está pensando em deixar o emprego atual e abrir seu próprio negócio, deve considerar mais ainda o impacto desta decisão em seu orçamento. Caso sua perspectiva de ganho seja de R$ 8 mil, contra os R$ 5 mil que você recebe hoje, atenção! Você não terá férias, décimo terceiro salário e os benefícios listados acima. Certamente gastará mais no convênio médico do que o valor atual, visto que os planos corporativos costumam ter melhores condições de custo.

Para avaliar o impacto financeiro de suas decisões, mantenha sempre atualizada a sua planilha, levando em consideração os benefícios que você recebe. Planeje-se!

Benefícios

Compartilhar